Destaques

2021-06-01

Um novo capítulo na já longa história marítima açoriana começa a ser escrito no primeiro dia de junho, de 2021. Cabe ao luxuoso navio “World Voyager” o protagonismo de estar associado a um assinalável momento na retoma que se pretende concretizar, após o termo do ‘Estado de Emergência’ no país.

Catorze meses volvidos, os portos açorianos tornam a receber um navio de cruzeiros com passageiros, numa escala que também assinala a primeira visita de um dos mais recentes navios da emergente frota da Mystic Cruises, do conhecido empresário português, Mário Ferreira. Com 126 metros de comprimento, 25 metros de boca, 4.7 metros de calado e pavilhão português, foi construído nos estaleiros West Sea, em Viana do Castelo, e inaugurado no final de 2020. Está atualmente ao serviço da operadora germânica Nicko Cruises, que, no âmbito de um cruzeiro de expedição, nos vai visitar com 55 passageiros e 100 tripulantes.

Este é um segmento de cruzeiros de luxo, com ambientes requintados, gastronomia de referência e passageiros com elevado poder de compra, que privilegiam a natureza e a cultura dos locais que visitam. A viagem que chega aos Açores a 1 de junho é a primeira de dois itinerários que este navio irá realizar no arquipélago durante o mês de junho, com a particularidade de visitar as nove ilhas açorianas, assim como as duas ilhas da Região Autónoma da Madeira.

Esta situação resultou de uma cooperação estabelecida entre as autoridades portuárias e governamentais açorianas e madeirenses, que diligenciaram para que esta retoma fosse possível face à situação pandémica que ainda vivenciamos. A primeira escala de cruzeiros com passageiros nos Açores, após o início da pandemia, pretende servir como um teste a um regresso seguro dos cruzeiros, atendendo que vai ser realizada apenas com 55 passageiros, que visitarão os Açores num circuito fechado. O embarque, desembarque e a vinda a terra de passageiros e tripulação dos navios de cruzeiros serão realizados em regime de “bolha”, ou seja, exclusivamente em excursões previamente organizadas pelo armador/operador do navio, durante as quais deverão ser minimizados os contactos com a população local, não sendo autorizadas saídas “livres” e excursões privadas.

De acordo com o estabelecido pelas Autoridades Regionais de Saúde insulares, todos estes passageiros e tripulantes realizaram um teste RT-PCR para SARS-CoV-2 em laboratório certificado pelas autoridades nacionais ou internacionais, com resultado negativo nas 72 horas anteriores, antes do embarque no navio, no homeport. Durante a viagem, vão realizar o teste ao sexto e décimo segundo dia, seguindo escrupulosamente as orientações emanadas superiormente.

No caso do desembarque de passageiros numa das ilhas da Região Autónoma dos Açores, com o navio a operar em sistema de “bolha”, e que tenham como destino direto o aeroporto dessa ilha, não haverá a necessidade de apresentação de um teste RT-PCR, desde que toda a operação de desembarque decorra em coordenação com a Autoridade Regional de Saúde e com o respetivo Aeroporto, de forma a serem providenciados espaços e áreas de circulação segregados, caso se trate de um ou mais voos charter ou outro dedicado para o efeito.

A habitual cerimónia de boas-vindas ocorreu no terminal de cruzeiros das ‘Portas do Mar’, pelas 11h00, onde estiveram presentes o Secretário Regional dos Transportes, Turismo e Energia, a Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, o Conselho de Administração da Portos dos Açores, S.A., os representantes do Agente de Navegação (NAVEX), o Cruise Manager da PA e o Presidente da Direção do Azores Cruise Club.

A intenção dos governos e administrações portuárias envolvidos passa pela abertura gradual da atividade nos arquipélagos, o que vai depender do sucesso desta primeira operação e do evoluir da pandemia na Região.

A retoma dos cruzeiros nos Açores, que se quer progressiva e sustentada, poderá ser continuada nas escalas previamente agendadas ou em novas marcações por parte de alguns armadores que estão particularmente atentos ao decorrer desta primeira viagem do “World Voyager”.

2021-05-04

A Portos dos Açores, S.A. informa que o Núcleo de Recreio Náutico das Lajes das Flores se encontra inoperacional, devido à empreitada de reconstrução do porto local, na sequência dos danos ali provocados, no início do mês de outubro de 2019, pelo FURACÃO “LORENZO”.

1 4 5 6