News

2019-11-27

No âmbito de uma viagem transatlântica de 15 dias entre Lisboa e Miami, amanhã é aguardado em Ponta Delgada o Seven Seas Explorer, um dos mais luxuosos navios de cruzeiro da atualidade. O presente itinerário teve início no dia 23 de novembro, em Lisboa, e antes de chegar aos Açores realizou uma escala no Funchal.

Está previsto atracar no Terminal das Portas do Mar pelas 07h00 e vai permanecer na cidade micaelense até às 19h00, altura prevista para zarpar rumo ao Faial. Na cidade da Horta, os quase 650 passageiros terão oportunidade de conhecer a cidade e a ilha entre as 08h00 e as 17h00 da próxima quinta-feira. Após deixar o nosso arquipélago, o navio tem programado ainda mais uma escala, desta feita em King’s Wharf, nas Bermudas.

Construído nos estaleiros Fincantieri, em Génova, na Itália, o navio de cruzeiros da prestigiada Regent Seven Seas Cruises possui 223 metros de comprimento, 31 metros de boca, 7 metros de calado e 56 mil toneladas de arqueação bruta. Os passageiros têm 10 decks públicos disponíveis, por onde se distribuem as 375 cabines, todas suites com varanda, que na sua capacidade máxima podem acomodar 750 passageiros. A tripulação é composta por 552 elementos. Foi inaugurado em julho de 2016, numa cerimónia que decorreu no principado do Mónaco e teve como madrinha a princesa Charlene.

Considerado pela crítica da especialidade como um dos mais luxuosos navios de cruzeiro construído nos últimos anos, o Seven Seas Explorer combina elegância, luxo e requinte ao nível dos melhores do género. Nas áreas públicas, cerca de 2500 obras de arte ornamentam o navio, entre elas peças de Picasso e Chagall. A quantidade de mármores e azulejos que decoram o navio é assinalável e sua gastronomia irrepreensível. Segundo a crítica, o que este Seven Seas Explorer oferece ao seus hóspedes supera as expetativas, mesmo as dos mais exigentes.

A Portos dos Açores S.A. regista mais estas duas relevantes escalas num contexto de crescente atenção e referência que os portos açorianos têm vindo a consolidar junto dos grandes armadores/operadores da atualidade.

2019-11-23

Ao final da tarde deste sábado, o porto de Ponta Delgada registou mais uma escala de turismo protagonizada pelo navio AIDAcara. Realizam este cruzeiro 1077 passageiros, maioria alemães, que durante o dia de amanhã e segunda-feira visitam, respetivamente, S. Miguel e a ilha Terceira.

No âmbito dos habituais roteiros que a AIDA efetua nesta época do ano às ilhas atlânticas, o referido paquete deverá voltar à Região em dezembro para aqui efetuar mais duas escalas. Curiosamente, será naquele mês que a AIDA passa a ter a companhia do também operador alemão TUI, que assim se estreia nos Açores com itinerários semelhantes aos da sua congénere de Rostock.

2019-11-12

A Portos dos Açores SA, está a efetuar dragagens no interior da baia do Porto das Lajes das Flores. Estes trabalhos irão permitir um aumento da extensão de área acostável de cerca de 65 para 100 metros com fundos que passarão de -4 para -5 (ZH) o que irá facilitar a operação de navios e embarcações de maior porte contribuindo, assim, para a melhoria do abastecimento à ilha. Estão a ser removidos grandes blocos de pedra e betão depositados, na decorrência do Furacão Lourenço, na zona molhada do porto. De momento está a ser usada nos trabalhos uma grua de grandes dimensões que foi utilizada na construção do prolongamento do Porto da Casa na Ilha do Corvo. Estes trabalhos irão ser reforçados com a deslocalização de um outro equipamento que se encontrava, até agora, imobilizado por avaria, na obra do Porto das Poças. O equipamento em causa é uma giratória com braço prolongado que irá permitir dragagens no interior da baia visando a limpeza de toda a frente de cais e dos fundos para permitir um aumento da extensão de área acostável e assim obviar à operação de navios e embarcações de maior porte.

Os trabalhos realizados nos últimos dias permitiram a abertura do porto à operação noturna, no cais comercial, marina e núcleo de pescas, sendo que, para o efeito, deverão ser contactadas previamente para coordenação das operações as Autoridades Portuária e Marítima. Está desta forma praticável o cais -5 (ZH)  para navios até 60 metros de comprimento e com calado até 4 metros. A marina e núcleo de pesca podem ser praticados de noite por mestres, arrais, patrões e navegadores de recreio com conhecimento local, entenda-se, embarcações que fazem porto de armamento nas Lajes das Flores.

 

Lajes das Flores, 12 de novembro de 2019

2019-11-08

Entre os dias 9 e 13 de novembro, Ponta Delgada e Praia da Vitória vão registar um interessante movimento de navios de cruzeiro.

O primeiro protagonista será o conhecido AIDAcara que amanhã, dia 9 de novembro, pelas 17h00, é aguardado no Terminal das Portas do Mar e segunda-feira, entre as 6h00 e as 18h00, visita a Praia da Vitória. À semelhança dos outros anos, este é mais um itinerário que privilegia as ilhas atlânticas durante a época de outono/inverno. Ainda este ano, tem previsto mais quatro escalas nos Açores.

No domingo, dia 10 de novembro, e pela segunda vez em 2019, visita Ponta Delgada o Brilliance of the Seas, navio da conhecida Royal Caribbean, que se encontra em viagem de reposicionamento entre o continente europeu e o americano. Os mais de dois mil passageiros são aguardados na cidade pelas 8h00 e estima-se que permaneçam até às 20h00, altura prevista para zarpar rumo a Tampa, na Florida.

No dia seguinte, será a vez do regresso do Emerald Princess, paquete que nos visita com perto de três mil passageiros. Está a realizar um itinerário transatlântico entre Barcelona e Fort Lauderdale. É aguardado pelas 7h00 do dia 11 e larga amarras quando forem 17h00.

Terça e quarta-feira vão assinalar a presença do MSC Divina em Ponta Delgada. Esta escala, mais longa do que o habitual, uma vez que inclui pernoita, deverá gerar grande movimento nas ruas daquela cidade, pois são estimados mais de 4500 visitantes. É mais um cruzeiro de reposicionamento, desta feita com início em Civitavecchia e destino final Miami. Antes de Ponta Delgada, o MSC Divina visitou Lisboa e após a capital micaelense ruma a Bridgetown, em Barbados.

Estas cinco escalas vão trazer, entre passageiros e tripulantes, mais de 14 mil visitantes à Região.

1 2 3