Portos dos Açores, S.A. é notícia em website de empresa multinacional nórdica

 

A Portos dos Açores, S.A. (PA) foi, recentemente, notícia no website da multinacional sueco-finlandesa Kalmar Global, empresa de fabrico de maquinaria pesada especializada para portos, pela aquisição de dois reachstackers ‘Kalmar Eco’, atingindo assim o marco de 500 unidades produzidas neste tipo de equipamentos.

 

A entrega destas duas unidades está prevista para o segundo trimestre de 2023, sendo que a Kalmar fará chegar à administração portuária açoriana, com a comparticipação dos Fundos Europeus Estruturais e do Investimento (Compete2020), os novos empilhadores de 50 toneladas com proteção extra da cabine, por galvanização a quente.

 

O ‘Kalmar Eco Reachstacker’ é uma ótima opção para a agenda de sustentabilidade de ambas as empresas, ajudando a preservar a natureza dos Açores e a garantir maior durabilidade das máquinas, tendo em conta a meteorologia destas ilhas atlânticas, bastante sujeitas à salinidade marítima e a altos índices de pluviosidade e humidade.

 

De acordo com o Comandante Rui Terra, Presidente do Conselho de Administração da PA, citado no site da multinacional nórdica, “este acordo resulta da relação de longa data entre a Portos dos Açores e a Kalmar, e reforça o compromisso da nossa empresa na preservação da natureza única dos Açores. Além disso, o nosso longo relacionamento com a Kalmar, que se desenvolve desde 1981, mostra que podemos confiar na qualidade dos equipamentos da Kalmar e na disponibilidade dos seus serviços.”

 

Segundo Mette Kjems Bærentzen, chefe de sustentabilidade da Kalmar, “este é um marco tão importante, dado que o uso de Eco Reachstackers está ajudando a reduzir as emissões de CO2 em todo o mundo e com 500 unidades vendidas estamos a atingir um ponto de inflexão para a aceitação e crença do cliente na ecoeficiência, ou seja, é possível ter alta produtividade, mas com muito menos consumo de combustível.”

 

A Kalmar Global – empresa presente em mais de 30 países, com forte presença nos Estados Unidos da América, Malásia, China, Suécia, Finlândia, Polónia, Países Baixos e Espanha – comercializou a primeira geração de reachstackers em 1980, e uma década depois introduziu o primeiro manipulador de contentores para operações em terrenos acidentados, mantendo-se, entretanto, em permanente desenvolvimento de soluções inteligentes que moldam o futuro da movimentação de cargas.

 

Para saber mais, consulte o seguinte link: